Corpo Espaço Corpo

2018

Em Corpo Espaço Corpo o núcleo de pesquisa em movimento da Cia Anderson Couto investiga as condições subjetivas do espaço a partir da ideia de que mais do que um sistema de orientação para a dança, o espaço seria um dispositivo de construção do movimento. No espetáculo, o espaço é apresentado como um intervalo, um interstício indefinido entre os corpos, entre as coisas, entre os locais, ente os movimentos, ou simplesmente “entre”.

Na movimentação proposta por Anderson Couto, o espaço se expressa por meio do fluxo dos acontecimentos, dos ininterruptos desenvolvimentos de cenas, da ênfase dada às ligações e continuidades entre as figuras corporais e da conexão entre os corpos.

Tāo importante quanto as formas seriam as passagens que as organizam, suas transições. Em cena, o diálogo entre corpo e espaço se manifesta, sobretudo, na fluidez dos movimentos.

A partir de um arranjo singular, figurino, cenário, luz e trilha sonora constroem a dramaturgia do espetáculo sem desprezar os procedimentos estéticos peculiares inerentes a cada recurso cênico e os fundamentos que os constituem.

O jogo de palavras “Corpo Espaço Corpo” que dá nome ao trabalho propõe metáforas que também discutem o “entre” corpo artístico e corpo espectador e repõe uma reflexão sobre a poética e os sentidos da experiência contemporânea em dança.

Ficha técnica

Direção Geral: Anderson Couto

Assistência em Direção: Kelly Yamashita e Marília Costa

Coreografia: Anderson Couto

Dramaturgia e Roteiro: Anderson Couto, Kelly Yamashita e Marília Costa

Assistência Geral: Marília Costa

Produção Artística: Kelly Yamashita

Produção Executiva: Kelly Couto

Composição Musical: Rovilson Pascoal (Parede-Meia Estúdio)

Iluminação: Coletivo Proscênio

Cenotécnica: Coletivo Proscênio

Cenografia: Kelly Yamashita

Figurino: Cida Andrade e Lion Melo

Fotografia e Vídeo: Camila Sugai

Design Gráfico: Agnes Rumi

Assessoria de Imprensa: Marcela Benvegnu

Bailarinos: Agnes Rumi, Danilo Gomes, Edson Henrique, Maria Alina Corsi, Patrícia Rodrigues, Rafael Willian, Taís Fonseca e Yan laranjo.